Quinta em Outra Língua: The Statistical Probability of Love at First Sight

{O Quinta em Outra Língua cresceu e terá edições em outros dias da semana! "Em Outra Língua" é um meme criado por este blog para fazer resenhas ou comentar sobre lançamentos de livros estrangeiros a princípio apenas às quintas-feiras, mas atualmente em qualquer dia da semana. Todo blog pode participar - saiba mais aqui!}

*

"And he's been carrying my suitcase ever since."

Resenha:
4 minutos fizeram com que ela perdesse seu voo para Londres, fizeram com que ela fosse se atrasar, provavelmente até perder o casamento de seu pai. 4 minutos que para ela era mais uma prova de como esse dia seria ruim.

Mas são esses exatos 4 minutos que mudam sua vida.

Contrariada, triste e desanimada, Hadley não vê a hora de pegar um voo de volta para os EUA. Ela terá que esperar mais três horas no aeroporto até seu próximo voo e é no meio de um aeroporto lotado por causa do feriado 4 de Julho, numa confusão de malas e pertences no chão, que ela conhece Oliver — um inglês que estuda em Yale e é o único que a ajuda. Ele está indo para Londres, no mesmo voo, cadeira 18C. Ela na 18A.

O que três horas de espera, horas dentro de avião e alguns encontros em Londres podem mudar na vida de Hadley e Oliver?

The Statistical Probability of Love at First Sight foi uma leitura ótima, diferente e cativante! O livro foi belamente escrito, às vezes até mesmo poético, misturando cenas alegras e tristes, culminando num final digno de uma história tão bonita como essa!

Meu pai me chama de "ratinha de aeroporto" de tanto que eu gosto de aeroportos, e eu não poderia concordar mais com Oliver quando ele disse: “I like how you're neither here nor there. And how there's nowhere else you're meant to be while waiting. You're just sort of suspended.” O início do livro se passa no aeroporto e a autora conseguiu capturar exatamente como é estar em um aeroporto, aquela sensação de possibilidades...

A história toda se passa em 24 horas, o que para alguns pode parecer pouco — afinal, um dia pode mesmo ser tão significativo? Jennifer E. Smith provou que sim. Mesmo mal se conhecendo, Hadley e Oliver apenas sabem que tem muito em comum.

Contado em terceira pessoa, acompanhamos Hadley enfrentando seus maiores medos, arriscando-se, conhecendo novas pessoas e se apaixonando no dia que tinha tudo para ser o pior da sua vida, mas se esse dia merece algum título de "mais" com certeza é acompanhado de "inesquecível". Assim como o livro! Leitura mais do que recomendada!

5/5

Skoob: adicione.
Nível de inglês: fácil

18 comentários:

  1. Olá, Giu!!
    Que coincidência!!
    A Nii também falou sobre esse livro lá no blog hoje e me deixou muito ansiosa pela leitura. Com certeza vai entrar para a lista de próximas compras no BD!!
    Também fiquei curiosa a respeito de uma história que se passa no aeroporto, o que me fez lembrar o filme O Terminal com meu querido Tom Hanks. Amooo!
    Adorei a sua resenha!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  2. Outra resenha otima só pra me fazer chorar por não poder ler já!
    Ahh, sabe que eu nunca fui a um aeroporto? Huahuahu #bichodomato
    Mas enfim, tenho boa imaginação e tal..rs
    Acho mesmo complicdo escrever uma historia de amor em 24 horas e essa coisa do amor a 1ª vista (que eu meio q duvido, mas enfim)...
    E amei o quote inicial! Algo me diz que ele é referente ao final do livro.. Tipo ela conta tudo e no fiinal fala isso! <3

    bjss
    Evellyn

    ResponderExcluir
  3. gostei muito da sua resenha, me apaixonei pela capa *-* muito bom voce colocar o nivel de inglês pq eu tava querendo um livro facil, e agora ja sei qual comprar! :D

    ResponderExcluir
  4. é lindo né Giu!? *_*
    concordo com vc... sentir um clima poético na escrita tbém.
    O Oliver é uma coisinha né? hauaha
    sim, o livro merece duas resenha no mesmo dia hahaha =0 -As meninas tão lá comentando no Twitter nossa maldade de falar de livros bons só que em inglês haha =)

    Adorei a resenha Giu.
    O seu HC é branco?
    tbém deve ser fofo!
    vc viu que tinham duas opções de HC lá no BD? só que não diferenciava a cor =x

    bj

    ResponderExcluir
  5. Poxa! Que resenha mais empolgante, Giu *-*
    Você é uma das culpadas por eu ficar "babando" (no sentido figurado -ou n) em tantos livros na livraria viu? OKAOSLAPLS

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  6. Nossa fiquei super curiosa quanto ao livro. O único ponto que eu não gostei foi o lance de 24hrs, acho meio viajante um amor em 24hrs :/
    Beijos,K.
    Girl SPoiled

    ResponderExcluir
  7. Que lindo!

    Todos falam desse livro e eu sofrendo pra ler, não me lembro de ter lido um livro que fala de apenas um dia na vida de alguém, sei que vou gostar.

    Amei a resenha Giu.

    beijo beijo

    ResponderExcluir
  8. Giu, eu também amo aeroportos! *-* Tem até um programa no GNT, Chegadas e Partidas (se eu não me engano) que mostra o pessoal chegando e indo viajar, as reações de quem está lá acompanhando... E eu choro muito! Sei lá, só o cheiro de aeroporto já me deixa com um frio na barriga, como se uma gama de possibilidades estivesse ao meu alcance, como se tudo fosse só esperança e expectativa! =)
    Eu ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas com certeza entrou pra minha lista!

    Adorei a resenha!
    Beeijo! ;3

    ResponderExcluir
  9. Ai dels!!! Adorei a resenha! Mais ainda, fiquei morrendo de vontade de ler o livro! ai ai... Só vc msm!

    ResponderExcluir
  10. Acho que o título deveria ter algum 4, rs. Por ter tanto 4 na sua resenha, haha.
    A capa é muito linda, adorei.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  11. Como não amar aeroportos hen? EU AMO, AMO e AMO. Assim como você.

    NUNCA tinha ouvido falar desse livro, e achei a capa TÃO LINDA. Apesar de não acreditar muito nessas coisas de amor a primeira vista, adoro estórias que se passam em um dia inteiro (Nick and Norah, amo esse livro). Com esses livros rolam umas paradas bem estranhas e apaixonantes, não consigo definir ao certo. Mas é aquela coisa que te puxa sabe? hahaha

    A Tati disse do programa Chegadas e Partidas, nossa muito bom esse programa, também sempre choro com ele! :X

    Beijão,
    Will
    Vicío de Cultura

    ResponderExcluir
  12. Oi Giu!
    Passando aqui para comentar na resenha conforme o prometido. ^^
    Adorei a dica! Aprecio muito os livros que se passam em um dia só, principalmente quando tem um romance no meio, acho que dá uma agilidade maior ao enredo e a gente fica mais curioso ainda para saber como tudo vai se resolver em tão pouco tempo.
    Pelo o que vc nos contou da obra na resenha, acho que vou me identificar bastante com a trama e o jeito como ela foi escrita. Adoro quando um autor tem um jeito poético de escrever! :D
    Espero que o livro seja lançado em breve por aqui, pois ainda não sei ler em inglês, mas tô pensando cada vez mais em superar essa barreira logo, logo pela quantidade de livros bons que existe lá fora e a gente ainda não tem. auhauh... ^^

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. e mais um livro que entra pra minha lista...

    tava vendo ali, na parte de "um dia pode mesmo ser tão significativo??" e lembrei da série 24 horas. HUAHA

    ResponderExcluir
  14. dica interessante, gostei da capa e do titulo e da forma poética que o livro traz, com certeza é uma leitura que vai pra lista XD

    ResponderExcluir
  15. Eu já estava louca pra ler (já devo ter comentado isso em algum post seu), mas nem sabia sobre o que era (já devo ter comentado também) - só que eu amava o título. Na verdade, achei que tivesse a ver com matemática hehe

    Eu também ADORO aeroportos - é uma daquelas coisas que pouca gente entende quando eu tento explicar, mas sei que existem muitas pessoas que sentem a mesma coisa. Adorei saber que começa em um.

    Na verdade, acho que 24 horas é pouco tempo para uma história. Acho que não é pouco tempo para ficar deslumbrada com alguém, mas pouco tempo para se apaixonar. Mas desde que os personagens não brinquem de Romeu e Julieta, tudo bem.

    Espero que alguma editora publique aqui. Ou vou ter que importar mesmo, esse é um que eu quero muito muito!

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Que lindo *----*
    adoro esses livros que se passam em pouco tempo, porque eles meio que aprofundam mais na história, e fazem a gente se sentir parte dela, sei lá rs
    diferente de você, eu não gosto de aeroportos, eu simplesmente odeio viajar de avião, morro de medo, mas deve ser bem diferente uma história que se passa no aeroporto, bem legal
    fiquei bem ansiosa para ler, ou seja, mais um livro em inglês para eu comprar rs
    adorei a resenha :)

    beijos,
    @adri_brust
    http://stolenights.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oiee!
    Amei a resenha e a história desse livro, sem falar na capa que é super linda e fofa!
    No dia em que lançar aqui no BR corro pra comprar!! *---*

    Beijos, Muel
    http://theworldofbooks7.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...