Quinta em Outra Língua: Looking for Alibrandi

{O Quinta em outra língua é um meme criado por este blog para fazer resenhas ou comentar sobre lançamentos de livros estrangeiros às quintas-feiras. Todo blog pode participar - saiba mais aqui!}

*

Resenha:
Josephine Alibrandi nunca se encaixou na escola: sendo descendente de italianos e com a grande influência de sua Nona, Josephine sente que nunca está na mesma página que suas amigas australianas, apesar de ela ser uma. Sua avó com seus valores de outra geração, vive brigando com ela e com a mãe de Josephine, Cristina, que a teve muito nova, com apenas 17 anos.

Nunca conheceu seu pai, mas isso nunca a incomodou — muito. Até que ele volta para sua vida.

Se não bastasse esses problemas familiares, Josephine tem que lidar com dois meninos — um que vive cruzando seu caminho e outro que não sai de sua cabeça. Cada um mais diferente entre eles e entre ela, cada um de um mudo diferente. É assim que o último ano do ensino médio de Josephine procede: ela tentando se libertar de regras que nunca acreditou, tentando solucionar problemas que nunca foram seus e achar um lugar para ela mesma em sua vida. É um ano de descobrir segredos há tempos enterrados, de se apaixonar, de se decepcionar e de perdoar. É o ano que ela finalmente se torna ela mesma.

Os conflitos familiares, marca regristada da Melina Marchetta, estão presentes. Todos os YAs dela a família é uma das grandes partes do enredo. Looking for Alibrandi não é tão forte, nem tão desolador e emocionante quanto Jellicoe Road e The Piper's Son, mas eu gostei tanto desse livro que até me surpreende. A Josephine tem um pouco de cada adolescente, de cada insegurança e medo e esperança e ânsia de arriscar , mas ao mesmo tempo medo de errar. "I just don't trust people who have bodies that change with their moods." Ela é divertida, inteligente e uma personagem tão fácil de se apegar. Se tem uma coisa que eu queria que fosse diferente é o final, pelo menos uma parte dele.

Eu sou uma grande fã da Melina Marchetta. Daquela que tem todos os livros, já releu várias e várias vezes. Então a diferença na narrativa, aquele *que* que fez com os livros dela fossem tão aclamados não está tão presente neste livro, o que é normal, afinal, ela foi evoluindo durante os anos. Muitas resenhas alegam que esse livro é o mais fraco da Melina, mas eu tenho que discordar: eu adorei!!! Looking for Alibrandi é uma leitura muito mais leve, divertida e engraçada do que os outros, mas isso não o torna ruim. Enquanto Taylor, de Jellicoe Road, passou por situações que eu não posso nem começar a entender, eu me identifiquei bastante com Josephine, assim como aconteceu com Franscesca, de Saving Francesca. Se eu recomendo esse livro? OH, SIM. Eu o recomendo mil vezes.*


4.5/5
Skoob: adicione.
Nível de inglês: fácil


* Quem leu The Piper's Son já entendeu!

8 comentários:

  1. Awn, que capa meiga! E sua sinopse me deixou intrigada com a história.
    Acho que vou começar a investir nos livros estrangeiros.
    Já disse que adoro essa coluna?

    Ahhh, respondendo ao seu comentário hihi Eu também não sou nada técnica quanto à fotografia - longe disso. Mas pretendo conquistar tal experiência :) Nem câmera boa eu tenho ainda ;/
    E amei saber que tem parente em Jundiaí! A próxima vez que for pra lá me avise imediatamente, ehn? Que a gente pode combinar de se conhecer!

    Beijinhos,
    Mell Ferraz - Croissant Parisiense

    ResponderExcluir
  2. Muito legal, fiquei curiosa (:

    Andresa
    www.inbookshelf.com

    ResponderExcluir
  3. adoreeeeeeeeeei a capa *_* e a resenha tb! poxa, tenho que parar de ler o quinta em outra língua, pq o número de minhas encomendas no BD só faz aumentar ahahhaha

    ResponderExcluir
  4. Ainda não o conhecia, mas esse parece ser um ótimo livro. A história parece ser bem interessante e divertida, fiquei interessada. :)
    Beeeijos

    Marina Oliveira
    http://distribuindosonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Entre você recomendar livro em inglês e eu ler as chances são assim quase nulas, o que me deprime muito. Droga de não ter inglês! hehehe
    Mas a capa, a sinopse e a resenha ficarão tão bons. Só me resta alguma editora brasuca comprar os direitos e publicar né? Porque esses livros sobrenaturais já estão mais que me irritando e não para de sair um novo a cada mês! HSAuAH

    Beijão
    Will
    Vício de Cultura

    ResponderExcluir
  6. A história me pareceu ser exatamente do tipo que eu mais gosto, e sua resenha ficou linda, como sempre né Giu? Mas eu não gostei dessa capa ):

    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  7. Adorei a sinopse desse livro, e parece ser meu estilo de livro. Com certeza vai pra lista de "vou ler" :)

    ResponderExcluir
  8. Eu já tinha visto esse quote em algum lugar. Sei nem onde. Mais um pra lista, só falta eu esquecer de comprar -.-

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...