Desafio Clássico


Decidi um pouco atrasada a participar do Desafio Clássico promovido pelo Nem Um Pouco Épico! Quer saber como funciona e como participar? Go, go, go!

Basicamente, o objetivo é ler seis clássicos em um ano (começou em Agosto/11, termina em Agosto/12). Não sabe nem por onde começar? O próprio NUPE deu vááárias indicações, e aqui são os seis que pretendo ler:


LISTA ATUALIZADA

1. Mar Morto - Jorge Amado Resenha em breve!
2. And Both Were Young - Madeleine L'Engle Resenha!
3. O Grande Gatsby - Scott Fitzgerald
4. A Abadia de Northanger - Jane Austen Resenha!
5. Persuasão - Jane Austen
6. Razão e Sensibilidade - Jane Austen


7. O sol é para todos - Harper Lee
8. O morro dos ventos uivantes - Emily Bronte
9. O Conto de duas cidades - Charles Dickens
10. Grandes Esperanças - Charles Dickens
10. Tristão e Isolda - Maria A. Braamcamp Figueiredo
12. Mulherzinhas - Louisa May Alcott

Você está participando?! Eu achei essa iniciativa do NUPE bárbara! Ler clássicos que a escola manda pode não ser agradável para todos, mas e se você procurar um que te interesse?! :)
    9 comentários

    Resultado: Sorteio JULIETA IMORTAL

    Me desculpem pela demora! Finalmente fiz minha última prova do ano e a ganhadora do kit "Julieta Imortal" foi:

    Claudia Flores!



    Mande seus dados completos para o meu email dentro de 3 dias! E parabéns! 

    Para quem não ganhou, não fique triste! Vou sortear mais dois kits de Julieta Imortal e mais umas surpresinhas ainda nessa semana! :)

    3 comentários

    Clube do Livro Jovem — Novembro

    O Clube do Livro Jovem ocorreu no dia 5 de Novembro na Paraler Megastore. Para quem não sabe do que se trata, saiba mais aqui! No primeiro sábado do mês nós nos encontramos na Paraler para discutir um livro, e no mês de Novembro foi "Julieta Imortal". Em Dezembro, no dia 3,  livro escolhido foi "Um Homem de Sorte" do Nicholas Sparks!



    Priscila Braga e eu — as organizadoras do clube!


    Todo mundo reunido!



    Eu e o Francisco, da Novo Conceito, que foi prestigiar o evento!






    A autora Mare Soares que também participou do Clube!






    O Clube saiu em vários jornais e revistas! Confira as matérias:


    Jornal A Cidade — Ribeirão Preto.

    A Gazeta de Ribeirão Preto.



    Na revista Revide Vip.


    Quem for de Ribeirão Preto ou da região está mais do que convidado para participar do próximo encontro, dia 3 de Dezembro, às 16 horas na Paraler do RibeirãoShopping. Vai ter VÁRIAS surpresas pra quem for! :)

    Novidade: para quem me segue no Twitter ou pelo Facebook, viu que eu sou a mais nova blogueira do portal da Revide Vip!!! Vou falar sobre livros (não diga), lançamentos e novidades do mundo jovem! O blog se chama Lendo com Giu, que você pode acessar aqui! Mas não, eu não vou parar com o Amount of Words — de jeito nenhum! Então não se preocupem, resenhas, vídeos e Quinta em Outra Língua continuam normalmente! :)


    16 comentários

    Quinta em Outra Língua: Paper Towns

    {O Quinta em outra língua é um meme criado por este blog para fazer resenhas ou comentar sobre lançamentos de livros estrangeiros às quintas-feiras. Todo blog pode participar - saiba mais aqui!}

    *


    “That tastes like hope feels.”

    Resenha:
    Vou dizer, antes de tudo, que essa resenha não fez jus ao livro, à narrativa do John Green que me deixou estupefata e encantada, à história de Margo e Quentin e tudo que os dois descobriram sobre eles mesmos, sobre um e o outro, sobre as pessoas em geral. Minhas palavras não fizeram jus às palavras do John Green.

    Quentin é um nerd, com dois melhores amigos também nerds, e um de seus passatempos favoritos é jogar videogame. Mas Q — como é chamado por todos — tem um paixão secreta. Ok, nem tão secreta assim... uma paixão não correspondida, ignorada. Ele considera um milagre ser vizinho de Margo Roth Spiegelman, a menina que conhece desde pequeno, a menina que tem uma vida tão diferente da sua.
    “I mean she’s just doing Margo stuff. Making stories. Rocking worlds."

    A paixão de Q por Margo é praticamente platônica, pelo menos no começo do livro. Q é apaixonado pela ideia que ele tem da pessoa que Margo é, porque eles perderam o contato durante os anos, e a única coisa que restou para Q foi sua imagem a distância, e de longe tudo parece melhor, maior e mais perfeito do que realmente é.

    Até a noite em que ela aparece em sua janela com uma missão. Margo é cheia das missões, das aventuras, outra parte de sua vida que Q só ouviu falar. Mas aqui estava ela, lhe convidando para uma. E ele aceitou imediatamente.

    Mas essa aventura foi a primeira e última. Porque na manhã seguinte, Margo havia desaparecido. Mas por que se preocupar se ela já havia feito isso antes? Dessa vez, no entanto, Q sentia que alguma estava diferente. Então começou a procurar pistas, pistas que a Margo que ele imaginava, sua Margo, possa ter deixado para ele. Porque, mesmo que ela tivesse ido embora, ela tinha dado um jeito de inclui-lo em seus planos mais uma vez, uma última vez.

    A premissa da história é basicamente essa, mas a história contada nas 305 páginas desse livro é cheia de coisas fascinantes: é como abrir uma caixinha e encontrar palavras tão bem escritas, frases e pensamentos tão tão tão brilhantes, que cada capítulo me surpreendeu. É um livro tão bem pensado que no final você percebe que nada foi escrito à toa.

    Margo é uma personagem que me deixou curiosa e com raiva e fascinada e intrigada durante todo o livro, porque ela é um enigma, e por muito tempo eu fui igual ao Q e a imaginei como algo inatingível. E o Quentin...  OH BOY. Que personagem. Ele pode ser ingênuo, ele pode ser nerd, ele pode ser o que for, mas ele é determinado, e ele é genuíno no que sente. Os pensamentos que ele tem.... eu não consigo nem dizer o quanto eles tiveram efeito em mim. Foi como um BAM que bateu em mim, de tanto de que eles me mudaram. Eu me identifiquei tanto com ele, e também com a Margo, apesar de ela ser enigma na maior parte da narração.

    Para encontrar Margo, Q vai ter que embarcar em uma road trip (ALERTA "ROAD TRIP"!!!!) e se libertar de todas as suas ideias e tentar descobrir quem, de fato, é a Margo que ele procura.

    Acho que eu parei de fazer sentido, mas são tantas coisas que eu só quero falar do conceito de Paper Towns, do tempo de vida das pessoas, da grama, das cordas, dos balões, do poema de Whitman, do quanto eu amei amei amei esse livro, do quanto ele é diferente de tudo que eu já li, do quanto ele é INTELIGENTE, do quanto ele é triste, mas ao mesmo tempo esperançoso; que no final, apesar de você querer que não fosse aquele final, você simplesmente aceita, porque ele é verdadeiro. E bonito!

    Eu queria muito falar do quanto esse livro mexeu comigo, mas VOCÊS. TÊM. QUE. LER. PARA. ENTENDER. Apenas leia. E depois vem conversar comigo sobre como John Green é um gênio. :)

    "I imagine it is hard to go back once you've felt the continents in your palm."

    5/5 - 

    Skoob: adicione.

    Sobre o autor: você não conhece o John Green?! Sua vida está prestes a mudar! Ele é um youtuber, junto com seu irmão, no canal VlogBrothers, um dos criadores da Nerdfighteria — uma comunidade feita de awesome —, autor de vários livros, o mais famoso "Quem É Você Alaska?", que ganhou o prêmio Printz 2006. E ele foi um daqueles autores que eu idolatrei bem antes de ter um único livro!

    DFTBA! :)

    22 comentários

    Resenha: A Estrela Mais Brilhante do Céu


    "Bem vindos a 66 Star Street."


    Resenha:

    66 Star Street é onde se passa a história do livro da autora irlandesa, Marian Keyes. Eu comecei a ler esse livro sabendo pouca coisa a respeito, apenas que era centrada nos moradores de um prédio e que o narrador era um ser misterioso, capaz de circular pelo prédio, pela vida das pessoas e descobrir aos poucos seus segredos.

    São quatro apartamentos: no primeiro andar mora um casal recém-casado, mas há alguma de errado com eles, algo que torna o relacionamento deles peculiar; no segundo andar, mora Fionn, um jardineiro e Jeminna, sua mãe adotiva; no terceiro andar mora dois poloneses e Lydia, uma taxista, que tem língua afiada, mas que no fundo tem um bom coração e no último andar mora Katie, uma produtora musical que está prestes a fazer 40 anos e passa os dias lidando com estrelas de rock e se preocupando com seu namorado ausente.

    O começo do livro pode ser um pouco cansativo, porque é a parte em que todos os personagens são apresentados. Mas antes mesmo que você saiba, já vai estar grudada nas páginas, tentando descobrir o que essas pessoas têm em comum, o motivo de elas estarem na mesma história, o que irá fazer com que ela se aproximem. E, principalmente, tentando descobrir quem é o narrador.

    Então, QUEM É O NARRADOR? Me perguntei isso um milhão quinhentos e setenta e cinco vezes, criei várias teorias, mas falhei miseravelmente. Com certeza foi um dos personagens de que mais gostei — ler essa história sobre o seu ponto de vista foi o que fez esse livro uma experiência única. O que ele é, quem ele é o que ele representa para os moradores é fan-tás-ti-co. Como diz na sinopse (da edição em inglês): "esse extraordinário visitante mudará a vida dessas pessoas para sempre".

    É um livro um pouco diferente dos outros da Marian, e apesar de não ter lido todos, é o meu favorito. Favorito de todos os tempos!! As histórias de todos os moradores da 66 Star Street são encantadoras, lindas e tristes.  Uma coisa dos livros da Marian de que eu mais gosto: ela consegue falar de assuntos ruins, fortes, mas com uma sensibilidade que não torna o livro massivo, muito pelo contrário! O final não poderia ser melhor: eu não consegui não ficar com um sorriso de orelha a orelha, é tão bonito, maravilhoso e surpreendente também! (Meu queixo literalmente caiu quando eu finalmente descobri o grande segredo deste livro!) Foram 600 páginas de muita história, surpresas, tristezas, alegrias, mudanças e principalmente superação e esperança!

    5/5 - 

    Skoob: adicione.
    Compre: {Saraiva


    Minha edição linda, toda dourada! 
    17 comentários

    Editora Novo Conceito em 2012

    No post da festa de lançamento do livro Julieta Imortal, eu disse que a editora anunciou quais seriam os futuros lançamentos e várias pessoas me perguntaram, por isso decidi fazer esse post! E, na minha opinião, só tem lançamento ótimo! (Mas esses não são os únicos! :)

    (Vou me esforçar para esse post não ser muito fangirl, mas AHHHHH vai ser difícil!)


       Dizem os rumores que Shatter Me é perfeito. Deixei até de comprar em inlgês para esperar pelo lançamento aqui no Brasil! 

    Sinopse:
    "Juliette não toca ninguém há exatos 265 dias. A última vez que ela o fez, foi um acidente, mas o The Reestablishment trancou-a por assassinato. Ninguém sabe por que o toque dela é fatal. Mas enquanto ela não toque em ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está muito ocupado se desmoronando para prestar atenção numa menina de 17 anos. Doenças estão matando a população, comida é muito difícil de ser achada, os pássaros não voam mais e as nuvens estão com as cores erradas. The Reestablishment disse que vão consertar tudo, então eles jogaram Juliette numa cela. Agora tantas pessoas estão mortas que os sobreviventes estão cirando rumores de Guerra — e The Reestablishment mudou de ideia. Talvez Juliette seja exatamente o que eles precisam agora. Ela tem que fazer uma decisão: ser uma arma. Ou uma guerreira."




    2. Elizabeth May — The Falconer

    Informações sobre esse livro na internet são poucas, ele ainda nem foi lançado! MAAAAS... The Falconer É PERFEITO. Eu juro! Li e AMEI e eu não vejo a hora de poder comentar com todo mundo sobre ele. WHOA! (Disse que ia ser difícil não ser fangirl *-*)

    3. Stephanie Perkins — LOLA AND THE BOY NEXT DOOR (E ESSA SOU EU SURTANDO!)



    Se você nunca ouviu falar de Anna e o Beijo Francês, eu peço, encarecidamente, que você compre. AGORA. Porque Lola é supersupersuper fofo e a Stephanie precisa lançar livros mais rápido porque um por ano não é o suficiente!!!



     OMG, OMG, OMG! Quero ler todos os livros dela! Não foram anunciados quais livros, então escolhi alguns aleatoriamente para mostrar!

    5. Susane Colasanti


    Os livros dela têm umas capas tão fofas!!! O primeiro da imagem acima é o mais recente, e sem dúvida alguma é a capa MAIS fofa! Pena que o lançamento nos EUA é só em Junho! Não foram anunciados os títulos, então vou escolher alguns aleatoriamente mais uma vez!




      

    Eu preciso comentar alguma coisa?! Não foi anunciado qual livro dela a editora vai lançar, mas... CECELIA AHERN!


      YAY!! A fofa da Tammy vai lançar "Garota Replay" pela NC!! Ainda não tem uma capa oficial, mas confira a sinopse:

    "Você já pensou em dar de cara com sua vida duplicada? Já imaginou não ser a única sendo você mesma? Já pensou ter toda a sua história sendo questionada? Será que o grande amor pode superar o desencontro? De repente os piores dias são os novos dias da sua existência e você precisa pessoalmente buscar informações para ser você mesma. Garota Replay... O novo livro de Tammy Luciano virá cheio de mistério, amor e emoções."





    Como a Cecelia Ahern, não foram anunciados os livros, mas ela tem vários, como você pode ver aqui! Nunca li nada dela, mas pelo que pude perceber ela tem um estilo meio drama familiar.


    9.  Lesley Pearse


    Assim como Lisa Scottoline, nunca li nenhum livro dessa autora e ela parece ter o mesmo estilo que a Lisa, drama familiar e cotidiano. Veja os livros!


    A NC ainda vai lançar livros da Siobahn Vivian, Emily Giffin e Nicholas Sparks!


    O que vocês acharam?! Awesome ou SUPER awesome? :)


    *Esta não é a lista completa de lançamentos e é claro que a ordem de lançamentos pode ser alterada no decorrer do ano. 


    27 comentários

    In My Mailbox #9

    Meme criado pela Kristi, do blog The Story Siren.



    Daughter of Smoke and Bone, da Laini Taylor. Esperei pelo lançamento desse livro por quase nove meses e finalmente — finalmente — ele chegou! YAY!

    Hardcover e jacket!


    Chantilly, da Mare Soares. Ganhei ontem no sorteio do Clube do Livro Jovem em Ribeirão Preto!! A Mare participou do Clube e até autografou alguns livros! :)


    *

    E quem ganhou o sorteio do kit "Qual Seu Número?" foi:
    Samy Rebelo!



    Parabéns! Mande um email com seu endereço para giu.fernandes@hotmail.com dentro de três dias!

    18 comentários

    Resenha: A Filha do Ferro

    Esta resenha pode conter spoilers para quem não leu o primeiro livro da série, O Rei de Ferro. Mas você pode conferir a resenha aqui!


    Resenha:
    Eu li o primeiro livro da série — O Rei do Ferro — e achei legal, mas só isso. Aí eu comecei a ler A Filha do Ferro*, porque o fim do primeiro tinha me deixado curiosa. Eu não estava esperando, mas eu ADOREI!

    No primeiro livro, o meio-irmão de Meghan é sequestrado e por causa disso, Meghan Chase descobre o mundo das fadas. Um mundo que ela foi probida de ver ou ter conhecimento sobre durante toda sua vida. Ela descobre que seu único e melhor amigo, Robbie, é na verdade um elfo encarregado de protegê-la. E com a ajuda dele, eles vão para Nevernever (o mundo das fadas) em busca de Ethan, o meio-irmão de Meghan. Chegando na Seelie Court, que é a Corte do Verão, ela descobre várias coisas como: seu irmão não está lá e sim na Unseelie Court, a Corte do Inverno, e que ela é, na verdade, filha do Rei Oberon, Princesa da Seelie Court. WOAH, né? Mas as suspresas do primeiro livro não param por aí, como, por exemplo, o Príncipe da Unseelie Court, Ash. Ele é frio, distante e inatingível, mas sua conduta hostil não impede Meghan admirar a beleza de Ash.

    Mas o primeiro livro tem algumas coisas que me irritaram, como o comportamento da Meghan, eu não sei explicar muito bem o que foi exatamente.. a ironia é que a Meghan não melhora nem amadurece completamente em The Iron Daughter - um pouco sim, mas algumas atitudes dela me irritaram, como a indecisão dela. Mas a história desse livro é tão legal que oculta essas coisas que me irritaram um pouco. Valeu muito a pena não ter desistido de The Iron King, valeu a pena ter visto a Meghan ficar indecisa entre o Ash e o Puck.. Mas, Meghan, não tem nem porque ficar indecisa!! Quero dizer, é o ASH!

    O segundo livro começa com Meghan prisioneira na Unseelie Court e o começo foi meio devagar, mas o livro melhora — e MUITO! Meghan terá que enfrentar de novo Iron Fey - que são as fadas que usam a tecnologia para sobreviver, usam o ferro, que é mortal para os outros seres míticos. Uma guerra está prestes a acontecer entre as duas Cortes e Meghan, Ash, Puck, Grimalkin e Ironhorse vão ter que fazer de tudo para impedir que ela de fato aconteça. Grimalkin é o gato mais engraçado, talvez só perca para o Church (de Cidade dos Ossos)! E a mudança de atitude de Ironhorse foi uma suspresa, assim como o que aconteceu com ele no final.. Puck continua com aquele jeito dele, sempre alegre, apesar do que ele confessa para Meghan e um triângulo amoroso se forma. O Ash pareceu distante no começo do livro, indiferente à Meghan— que foi de quebrar o coração —, mas.... não posso falar mais! *insira aqui aquela vontade de dar gritinhos de felicidade*

    Ash. OH MEU DEUS. Ele é o meu personagem favorito dessa série! Sempre que ele aparece, deixa a cena muito mais empolgante! Mas e quando ele começa se abrir, a deixar a máscara de Príncipe do Inverno cair aos poucos por causa da Meghan? SEM. PALAVRAS. Tudo o que ele fez por ela nesse livro.. wow! WOW!

    Não vejo a HORA de por minhas mãos em The Iron Queen (atualizado: já li o terceiro livro da série e posso falar? MELHOR livro dos três!) Várias coisas aconteceram neste que me deixaram super curiosa para saber o que vai acontecer com a Meghan, com o Ash, com o Puck! Eu me arrependeria muito se tivesse desistido de O Rei do Ferro, porque essa série é uma daquelas que melhora a cada livro, sabe? Recomendo!!! :)

    5/5

    Skoob: adicione.
    Compre: {Saraiva

    *Todos os livros desta série foram lidos em inglês.

    14 comentários
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...