Resenha: Insaciável


Mais uma capa em que a Galera se supera!!! LINDA, LINDA, LINDA! Prefiro essa a norte-americana sem pensar duas vezes! (E o cabelo da modelo? AHN? Lindo, não?!)

Resenha:

Meena Harper tem vários motivos para odiar a palavra vampiro, já que os produtores novela da qual ela é redatora decidiram seguir a nova febre e incluir vampiros na trama - e Meena acha que essa é a pior ideia possível. Mas o que ela pode fazer? Ela é uma simples redatora... E não é como se a vida dela fosse toda colorida, muito pelo contrário - Meena consegue saber quando uma pessoa irá morrer assim que a conhece.
Depois de um estranho acidente envolvendo morcegos e um estranho misterioso, Meena conhece o Lucien Antonescu na casa de seus vizinhos, Emil e MaryLou Antonescu, parentes de Lucien. E a atração entre os dois é imediata - e é assim que Meena começa a namorar um príncipe-professor romeno. Mas o que ela não sabia - já que nunca foi capaz de prever sua própria morte - é que a partir do momento em que conheceu Lucien, entrou no meio de uma luta milenar entre vampiros e sua vida estava correndo sério perigo.

Não quero mais falar sobre a história, porque esse livro tem várias surpresas! E a melhor (na minha opinião) eu nem mencionei ainda!

Insaciável é um livro supersupersuper legal! A história tem momentos engraçados, de suspense e até um pouco de aventura. Meena é uma personagem tão simpática! O relacionamento entre ela e o Lucien foi, desde sempre, caliente e complicado, porque ambos escondem segredo um do outro - um dos segredos de Lucien é que sua vida também corre perigo, pois tanto os Dracul quanto os Guardas da Palatina, uma espécie de caça vampiros, estão tentando destrui-lo - principalmente o guarda Alaric Wulf.

Então, não quero influenciar ninguém - ALARIC WULF ATÉ O FIM!!!!! O Alaric me conquistou - não de primeira - mas aos poucos, do jeito que deixa o leitor querendo mais.... :) Deixe-me explicar o porquê: o Lucien é perfeito e tudo o mais, mas ele tem uns rompantes de Edward Cullen, sabe?! VEJA BEM: eu amo o Edward (ok, podem rir), mas esse comportamento não fica bem em outros personagens (talvez nem mesmo no Edward fique, mas sou fangirl então tem que dar um desconto). Mas, por outro lado, eu acho que foi essa a intenção da Meg já que as entrelinhas do livro têm um teor de estou-tirando-o-sarro. (Ohhhh e o final do livro não parece com o final de Promessa de Sangue, quarto livro de Vampire Academy?!)

ADOREI o livro! Não vejo a hora de poder ler a continuação - Overbite - para saber quais são as surpresas que o futuro guarda para Meena (MEG, POR FAVOR, DEIXE QUE O ALARIC SEJA UMA DELAS!!!!!). Leitura super recomendada - apesar de que eu não esperava o contrário, afinal Meg é Meg, né?! História divertida, engraçada, com várias surpresas e com um romance que me deixou mais do que curiosa para saber quais serão suas próxima cenas!

5/5 

Skoob: adicione.
Compre: {Saraiva}


35 comentários

Sorteio: Insaciável da Meg Cabot!


Para participar:
1. Ter endereço no Brasil;
2. Ser seguidor do blog (não precisa ter blog, basta apenas um email ou até mesmo twitter);
3. Deixar um comentário neste post;
4. Preencher este FORMULÁRIO.
*Sorteio válido até o dia 22/07/2011.

Participações extras: (opcional)
- Twitter: basta tweetar a frase " Sorteio INSACIÁVEL @giuufernandes + @galerarecord - http://migre.me/56sJS "  uma vez ao dia. A cada tweet, preencher novamente o FORMULÁRIO. Tem que ser seguidor do perfil da Galera e do meu perfil!


Não sejam desclassificados - basta seguir as regras! :)


76 comentários

Quinta em Outra Língua: Sean Griswold's Head

{O Quinta em outra língua é um meme criado por este blog para fazer resenhas ou comentar sobre lançamentos de livros estrangeiros às quintas-feiras. Todo blog pode participar - saiba mais aqui!}

*

Resenha:
A conselheira escolar de Payton Gritas, uma menina de 15 anos, pede que ela escolha um objeto e se foque nele, já que desde que recebeu a notícia de que seu pai tem esclerose múltipla, Payton não consegue fazer quase nada direito...
Na dúvida entre um apontador, uma tv e um modelo atômico, Payton escolhe a cabeça de Sean Griswold - afinal, a cabeça de Sean é algo que ela está acostumada a ver há muito tempo, já que sempre se senta atrás dele devido a ordem alfabética. Mas aos poucos ela percebe que não sabe nada sobre ele, mesmo se vendo todos os dias. E com alguns empurrãozinhos de sua melhor amiga, Jac, Payton vai descobrindo um Sean que ela nem imaginava que existia, ao mesmo tempo que tenta lidar a doença de seu pai.
Eu adorei esse livro! A forma que a Payton descobriu sobre a doença de seu pai não foi das melhores maneiras, mas a forma como ela LIDOU com essa situação também não foi nada fantástica - muito pelo contrário. Ela faz um tratamento de silêncio com sua família, suas notas pioram e sua vida que era toda certinha, vira de cabeça para baixo.
E sobre o Obejto de Foco: quanto mais ela se foca na cabeça de Sean, mais ela quer saber o que se passa dentro dela. E é assim que os dois viram amigos e.. e só. Por que Payton não pode sentir nada pelo seu Objeto de Foco - afinal, tudo faz parte de uma pesquisa.
Né?
O problema é que Payton já não tem mais tanta certeza sobre o que ela sente...
O livro tem várias cenas engraçadas, de rir ALTO! A Jac, melhor amiga da Payton, é HILÁRIA! O Sean, então, sem comentários.. ele é um dos personagens mais FOFOS que eu já li! Cada coisa que ele faz pela Payton, que ele fala para ela, tentando ajudá-la!! Esses dois personagens fizeram o livro para mim, assim como o irmão da Payton, Tren e o pai dela.. :)
Já a Payton... eu não gostei muito dela! Não pelo fato de que ela não aceitou logo de primeira - afinal, negação é algo normal, eu não sei explicar muito bem.. ela só não me conquistou como narradora.
Apesar disso, Sean Griswold's Head conta uma história sobre aprender a aceitar mudanças e viver com elas, em meio de cenas engraçadas, divertidas e fofas!

4/5
Skoob: adicione.
Nível de inglês: fácil
18 comentários

Resenha: Longe Demais

Resenha:
O único desejo de Meg é sair da cidade - o mais rápido possível. Mas até que isso seja possível ela pretende  viver nos limites, literalmente. Uma noite, no entanto, ela chega tão perto do limite que quase perde sua vida, se não fosse pelo policial After. (Uma pausa para esse nome: quando eu vi esse nome, eu fiquei O QUÊÊ? Que raio de nome é esse?! Mas o nome dele é John After - melhorou, né?)

John decidiu ficar na cidade - ao contrário da maioria. O que ele quer de verdade é proteger a cidade, então, quando percebe que Meg está se metendo em situações perigosas, o seu único pensamento é ensinar a ela uma lição.

Meg é uma personagem hilária - ela é muito muito engraçada!! Com cabelo azul, no começo ela aparenta ser uma rebelde sem causa - mas com decorrer do livro, percebe-se que ela realmente TEM motivos que explicam o comportamento impulsivo e imprudente, nunca confiando em ninguém.

Com um passado conturbado que só é explicado no final, John é um personagem cativante! Ele é responsável pela Meg, e por isso os dois passam muito tempo juntos. Ambos têm que lidar com vários problemas - e são problemas comoventes uma vez que o leitor descobre quais são - e o relacionamento dos dois se desenvolve aos poucos, entre noites passadas no carro da polícia e encontros inesperados durante o dia...

Tanto John quanto Meg não entendem o jeito de pensar do outro, Por que John quer tanto ficar na cidade, protegendo a ponte? e Por que Meg quer tanto morar na cidade grande?. E será que eles vão conseguir ficar juntos mesmo com todas essas diferenças?

Eu AMEI esse livro, de verdade! Eu já li todos os livros da Jennifer Echols e esse é um dos que eu mais gostei! É uma história sobre perdas, superar os medos e aprender a seguir em frente - junto com uma história de amor linda! Leitura super recomendada, o livro é impossível de largar!

5/5

Skoob: adicione.
Compre: {Saraiva} {Cultura}

16 comentários

Quinta em Outra Língua: Two-way Street

{Quinta em outra língua é um meme criado por este blog, que consiste em fazer resenhas ou falar de lançamentos de livros internacionais, de qualquer língua nas quintas-feiras. Saiba mais aqui!}

*

Resenha:
Courtney está sendo obrigada a fazer uma road trip com seu ex-namorado, Jordan, com destino à faculdade em Boston. Mas para aguentar três dias de viagem, ela está fingindo que não se importa nem um pouco com ele ou com o fato que ele só terminou com ela por causa de uma menina que ele conheceu pelo MySpace.

O que a Courtney não sabe é que Jordan tem um ou dois segredos que ele não está contando para ela, mas que tem tudo a ver com o porquê ele não consegue parar de pensar nela.

Two-way street é contado por meio de capítulos narrados tanto pela Courtney quanto pelo Jordan em momentos diferentes: antes e durante a viagem. Os capítulos antes da viagem falam de como eles se conheceram e o que fez com que eles terminassem - é muuuito legal saber o passado deles!

A road trip em si não foi o ponto alto do livro, eu pensei que fosse dar mais enfoque na viagem e tal. Eles brigam A VIAGEM INTEIRA, essa é a parte mais engraçada do livro. Mas também tem cada cena fofa... A Courtney é toda certinha e o Jordan é o oposto dela. Teve uma cena hilária que ele conta que foi fazer compras para tentar superar o fim do namoro! HAHAHA Compras na Abercrombie - tive uma crise de riso!

Eles fazem de tudo para fingir que não se importam ou que não sentem falta um do outro, mesmo que isso seja completamente uma mentira. Courtney não quer falar sobre o fim do namoro, enquanto Jordan quer tentar consertar as coisas, mas nãão pode. Os segredos que o Jordan escondeu da Courtney são um pouco chocantes, mas o final eu achei meio apressado. Eu terminei o livro querendo saber mais detalhes... E outra coisa que eu fiquei com vontade de saber mais foi sobre a road trip em si, sobre a viagem, as horas passadas no carro (no estilo de Amy and Roger's Epic Detour) - de qualquer forma, é uma leitura divertida e fofa! Quem não gosta de ler algo só para se divertir de vez em quando, não é? :)

4/5

Skoob: adicione.
Nível de inglês: fácil
Compre: {Cultura} {Book Depository}
21 comentários

Resenha: Liberte meu coração

Esse é o famoso livro escrito pela Princessa Mia (da série O Diário da Princesa - Meg Cabot). Capa brasileira linda, mais bonita que a norte-americana! 

Resenha:
Finnulla Craigs é uma moça diferente comparada as outras de sua época: ao invés de estar aprendendo a cozinhar e a cuidar da casa, ela está caçando; em vez de usar vestidos e laços, ela usa calças e camisas. Por ser a irmã mais nova entre as outras cinco irmãs e seu irmão Robert, Finn sempre foi diferente.

Sua irmã precisa de ajuda e recorre à Finn, então Finn, depois de ter prometido que ajudaria sua irmã, se vê em um plano mirabolante: sequestrar um homem e pedir resgate - e o dinheiro desse resgate seria para ajudar sua irmã.

Hugo Fitzstephen, herdeiro de Stephensgate, está voltando para sua casa depois dos dez anos que passou nas Cruzadas. Hugo não queria nada além de paz, mas em seu caminho é sequestrado pela Fair Finn (como ela é conhecida pelas pessoas de sua 'vila' ou feudo haha), mas não é como se ele tivesse ficado incomodado de verdade por ter que passar o restante da viagem refém de uma menina tão bonita...

O único porém da história é que Hugo escondeu sua identidade verdadeira, para que Finn não o reconhecesse - mas Hugo não é o único que tem segredos, já que esse livro tem duas GRANDES revelações feitas por Finn que o leitor mal desconfia! 

Não quero dar spoilers, mas eles são novos! HAHA Por mais que isso seja estranho, tudo naquela epóca acontecia mais cedo, então faz sentido! O livro é engraçado desde o ínicio! Tem uma cena HILÁRIA (pra quem leu: a do cavalo, logo no começo do livro), mas a história é cheia de passagens engraçadas e fofas!

Sabe o livro "Ela foi até o fim" ou os outros que a Meg escreveu sob o pseudonônimo de Patricia Cabot? ENTÃO..... é o mesmo estilo! Eu AMEI Liberte Meu Coração! É um histórico, tem romance, cenas engraçadas, fofas, e até um pouco de aventura no final! E o Hugo..... aaawwnn!!! Tão charmoso!

Amei o livro, super recomendo! Como sempre, Meg, YOU ROCK! :)

5/5

Skoob: adicione.
Compre: não está à venda ainda. :(

18 comentários

Lançamentos #1


Glimmerglass - O encontro de dois mundos, Jenna Black

Dana Hathaway ainda não sabe, mas vai acabar se metendo em apuros quando decide que é a hora de fugir de casa para encontrar seu misterioso pai na cidade de Avalon: o único lugar na Terra onde o mundo real e o mágico se cruzam. No entanto, assim que Dana põe os pés em Avalon, tudo começa a dar errado...




Será lançado pela Universo dos Livros, ainda sem data confirmada! Mas eu não vejo a hora de poder ler, Glimmerglass está na minha wishlist desde o seu lançamento lá nos EUA!


 
"Branca como o leite, vermelha como o sangue", Alessandro D'Avenia

Um romance sobre o ano mais intenso na vida de um jovem, em que ele aprende a lidar com os próprios sentimentos e, consequentemente, com seu amadurecimento. Apesar de toda a rebeldia, ele tem um sonho que se chama Beatriz. E, quando descobre que ela está terrivelmente doente, Leo deverá escavar profundamente dentro de si, sangrar e renascer para a vida adulta que o espera.


Nunca tinha ouvido falar desse livro até a Editora Bertrand ter anunciado os lançametos desse mês.. QUERO! Estará nas livrarias na metade a partir do dia 15 de Junho!

 


"Cante para Eu Dormir", Angela Morrison

O livro conta a história de Beth, uma garota que sofre bulling e passa toda sua infância sendo rejeitada por sua aparência. As únicas pessoas a aceitá-la são sua mãe e seu melhor amigo, Scott. Mas tudo isso fica para trás quando ela é convidada para ser a vocalista do coral da escola e recebe a transformação que lhe dará a oportunidade de conhecer um amor que vai além de tudo, até mesmo da própria vida.


Eu já li esse livro e você pode conferir minha resenha aqui! Será lançado pela Editora Pandorga em Junho! (Obrigada, Nat, pela informação!)




"Eu fui a melhor amiga de Jane Austen", Cora Harrison

O livro traz uma combinação entre fatos históricos e ficção, apresentando a relação entre as adolescentes Jane Austen e sua prima Jenny Cooper.

A sinopse brasileira do livro ficou simples demais e nada empolgante, mas então eu fui ao Goodreads e não é que o livro tem cara de ser superlegal? Contando a história de Jenny Cooper, que é prima da Jane e precisa da ajuda dela na sua vida amorasa - é aí que entra os fatos históricos, porque a conduta da Jane nesse livro foi baseado em fatos reais. Hmmm, sim, por favor! Será lançado pela Rocco!




Qual é o seu lançamento mais esperado?! :)

15 comentários

Quinta em outra língua: City of Fallen Angels

{Quinta em outra língua é um meme criado por esse blog, que consiste em fazer resenhas ou falar de lançamentos de livros internacionais, de qualquer língua nas quintas-feiras. Saiba mais aqui!}

City of Fallen Angels (conhecido também por CoFA) é o quarto livro da série os Instrumentos Mortais, da Cassandra Clare! Pode conter alguns spoilers para quem não leu o Cidade das Cinzas!



"He was still looking at Clary, and it was the oddest sort of look, the sort of look you might give someone you loved but could never, ever have."

Resenha:
Eu não preciso nem dizer que esse era o LIVRO MAIS ESPERADO DO ANO!!!! O final de City of Glass foi o melhor possível (claro, várias pontas ficaram soltas, mas se fosse o contrário, eu não estaria fazendo essa resenha!). Então eu mal acreditei quando eu finalmente, finalmente, comecei a ler - mas naquela mistura OMG, MAIS HISTÓRIA, YES!!!! e apreensão-medo, porque não é como se tudo fosse ficar perfeito durante três livros - quero dizer, olha o nome do quinto livro - City of LOST SOULS - não é como se a imagem de pessoas felizes andando de mão dadas surgisse na sua mente.

Mas confie na Cassandra Clare para colocar cenas perfeitas e cenas OH NÃO, VAI DAR TUDO ERRADO no mesmo livro! Quero dizer, mais de uma vez eu me peguei com um sorriso no rosto, para um segundo depois, ficar a beira de lágrimas, pensando POR QUÊ, CASSIE? POR QUÊ??????????

Para resumir a história: há alguém assassinando Shadowhunters e mais uma vez Clary, Jace, Simon e Isabelle se envolvem para tentar solucionar o mistério - mas quanto mais eles procuram, mais coisas eles descobrem. E quando eles "resolvem", eu fiquei: "aah, só isso?!", mas lá foi a Cassie mais uma vez surpreender o leitor, me deixando queixo caído!

Simon!! Como você me conquistou nesse livro! (Sim, vou confessar que eu não gostava muuito de você no primeiro por causa daquela coisa toda de triângulo amoroso!) Ele tem muita coisa no seu prato atualmente: lidar com a eternidade, que só agora ele está se dando conta de verdade de sua verdadeira situação; aceitar o fato de que, por mais que ele queira, ele é diferente de seus amigos e eles vão mudar, mas ele não.. E a Izzy! Vou confessar (de novo) que eu achava ela meio bitch, ainda mais depois do final de City of Glass, mas nesse livro aparece um outro lado completamente diferente e novo dela!

Mas eu sei o que todo mundo quer saber: Clary e Jace! A Clary mudou tanto nesse livro - é visível o quanto ela ficou mais madura! E JACE. AH. MEU. DEUS. *momento fangirl* JAAAAAAACEEEEEEEEEEE!!!!!!!! O livro parecia que pegar fogo em algumas cenas - literalmente! E a DSAS*? Se preparem, tem CADA cena nesse livro, e uma em particular que supera a famosa DSAS! Eu quase tive uma ataque emocional! Houve momentos que eu queria sair abraçando o livro só por causa dele, mas em outros... ARGH! Só no final o leitor descobre porque ele age tão diferente, porque ele tenta se afastar da Clary. No começo, eu fiquei pensando: mas por que se afastar dela? POR QUÊ? Não é como se vocês estivessem um ligação familiar atrapalhando! Mas para quem já leu os outros livros, sabe que o Jace sempre se menosprezou, e nesse livro ele está ainda mais vulnerável, se sentindo mais culpado ainda, como se ele não fosse merecedor de ser amado por ninguém. É tão triste que eu quase chorei por causa dele! (Mas vou admitir que esse negócio do Jace se punir pelo o que ele acha que faz de errado é meio City of Ashes/Glass....) (Mas mas mas eu gostei assim mesmo!!!!)

"I love you. That never changes."

E o final? SEM. COMENTÁRIOS. Eu não esperava nada parecido, meu queixo caiu pela milhonésima vez em menos de 430 páginas. Só de pensar já dá vontade de gritar AAAAAAAHHHHHHHH, Cassie, como você pôde?!?!?!?!!!?!? Pobre Jace, pobre Clary! ='(   Eu não quero nem ver o que vai ser de CoLS Quem eu estou tentando enganar? Eu NÃO vejo a hora de ler CoLS! E eu tenho a impressão de que CoLS vai ser triste e frustrante do mesmo jeito que Cidade das Cinzas foi... mas eu tenho a mesma impressão de que CoHL** vai ser tão perfeito quanto CoG foi! :) MAL. POSSO. ESPERAR!


5/5 - 

Skoob: adicione.
Nível de inglês: difícil
Compre: {Book Depository}

Será lançado pela Galera Record com previsão para Setembro de 2012.

   {A carta que o Jace escreveu para a Clary em City of Glass! LINDA! } 

Resenhas da série:



* DSAS: Dirty Sexy Alley Scene - VEJA O VÍDEO!!!!!!!! (Sim, há um vídeo para essa cena!)
** City of Heavenly Fire (2013 - o sexto livro, O ÚLTIMO!!!)
*** City of Glass - Cidade de Vidro
12 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...